quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Modas e tendências: uma reflexão/protesto

Dos meus passeios sem destino aqui pela blogosfera, por vezes resultam reflexões que não consigo deixar de partilhar aqui.

Ora andava eu a passear por um desses muitos "blogs de moda" que se espalham por aí fora (incluindo este, que por vezes toca esses temas), e vi um post sobre as tendências relativamente às paletas de cores para este Outono de 2014, que já espreita (é, né? O Verão mal pôs cá os pés e o Outono, esse, pontualíssimo. Não tenhas tanta pressa, rapaz!).

Ora, parece que os "nudes" abundarão. Não me chateia nada. Primeiro, porque não sigo a moda de forma cega. Se me agrada, fico com ela. Se não, faço a minha. :-P Mas sim, os nudes: são cores neutras, "pastel", cores de terra, tons quentes, outonais, esbatidos.

Alguém comentou algo nestas linhas: "parece que vamos ter que dizer adeus às cores do verão...", num tom meio desolado a julgar pelo smiley bem descontente no final da frase.

Agora pergunto eu: mas vamos ter que dizer adeus, o quê? Alguém nos obriga a esquecer as cores vivas? Os vermelhos Ferrari, os vermelhos sanguíneos e os cyan, os laranjas, os amarelos, os castanhos, os rosa mais vivos, os verdes, os azuis cobalto, os azuis petróleo... Não é preciso dizer adeus a nada. Apenas há que ser criativo e usar o que se gosta.

Há dias li algo que na altura me deixou um pouco "enfezada", mas agora, depois de amadurecer a opinião, já consigo aceitar. A frase dizia algo nestas linhas: "nem todos nascemos com estilo". Na altura fiquei logo toda "eriçada". Mas agora entendo melhor o que se pretendia: nem todos "sabem" usar unhas cor-de-laranja, ou malas "Louis Vuitton", ou ainda aqueles portentosos "Louboutins" de sola inconfundivelmente vermelha (ai, que maravilhosos, alguns modelos... hehehe), reconheço isso. Mas mais, muito mais do que isso: cada um nasce com o seu próprio estilo. E isso, minhas queridas e meus queridos, é o que faz do mundo um lugar mais apetecível: a diversidade e a criatividade. :-)

Visão maravilhosa retirada da internet ;-)
 
Uma tendência não é mais do que isso mesmo: uma tendência. Uma guideline. Vou mais longe: uma sugestão. A partir daí há um mundo de atrevimentos à espera de acontecer! hehe

E com esta vos deixo em paz, até ao próximo post. ;-)

6 comentários:

  1. Eu definiria a "tendência" como uma grande artimanha da INDÚSTRIA da moda, que para vender mais, passa o tempo todo a dizer o que se deve vestir a cada nova "estação"...

    Abaixo as tendências! :P

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Guidelines, guidelines.
    Segues se quiseres, se não gostares, não segues. Eu gosto de pensar nelas como um valente teste à inteligência e independência de quem segue a indústria da moda mais de perto. De resto, sim, sem dúvida toda esta "pressa" em anunciar roupa de inverno quando o calor do verão aperta, é uma estratégia comercial. Estranha, mas é. Na verdade, há sempre quem compre. Um ou outro. Mas a verdadeira estratégia é ir captando olhares de clientes para as montas e depois lançar uma valente campanha de saldos quando chegar a estação certa. A verdade é que uma nova estação implica, de facto, uma mudança no vestuário. Isso é algo naturalmente rotativo. ;-)

    ResponderEliminar
  3. As tendências de uma estação, não são nada maias, do que as peças que mais se vão poder encontrar em quase todas as lojas, em determinada altura do ano e nada mais do que isso ;)

    Sónia
    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha!
      Sim, pode dizer-se isso, Sónia! ;-)

      Eliminar
  4. Gosto de estar atualizada em questões de moda, mas tambem não me prendo só porque é a tendencia da estação. Aliás há certas tendencias que levam algum tempo até me convencerem, outras que nem chegam a isso. Mas tambem concordo que as tendencias de uma estação não passa daquilo que mais se vai encontrar em todas a lojas !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso.
      O divulgar das tendências não deve ser encarada como mais do que uma lista de sugestões.
      Também gosto de estar a par delas, juntando-lhes um cunho pessoal. ;-)
      Não gosto muito de andar vestida da mesma forma que toda a gente à minha volta. haha

      Eliminar